Daniel,eternamente,Daniel (Imortalidade é dádiva dos bons) (Fabião)

Daniel,eternamente,Daniel  (Imortalidade é dádiva dos bons) (Fabião)
Daniel,eternamente,Daniel!! Amor sincero é imortal, doação é imortal, coração...é imortal! Seu dom é imortal, perseverança é imortal, compaixão é imortal, bondade é imortal, meu amigo Daniel... é transcendental! Astronauta da arte! Poeta dos astros! Andarilho das estrelas... estrela do teatro! Ser cósmico da arte... Artista do cosmo! Que agora faz a mais bela das viagens, aquela que é a mais mágica de todas e quando chegar a minha hora ele me mostrará todas as maravilhas... por que acima de tudo ele é: AMIGO!!! (Fabião)

FLICTS de Ziraldo!



O Grupo Máscaras estreou no mês de outubro a peça FLICTS, uma adaptação de Daniel Mello para a grande obra de Ziraldo. Tratando de temas como exclusão, bulling, valores e amizade a peça leva uma linda mensagem para as crianças. Flicts traz também novos atores para o Grupo Máscaras, que fizeram suas primeiras apresentações depois de passar pela oficina de iniciação teatral do projeto Máscaras do Futuro. O elenco é formado por João Pedro Souza, Camila Souza, Luh Nogueira, Indi Laís, Gaby Vieira, Bruna Vieira, Giovane Alves, Naty Celestino e na parte musical Rodrigo Lau e Danilo Coyote. A direção é de Maurinho Máscaras.

"Que é Flicts? Não digo, não quero dizer. Cada um que trave contato pessoal com Flicts, e sinta o que eu senti ao conhece-la: um deslumbramento, um pasmo radiante, a felicidade de renascer diante do espetáculo das coisas em estado puro.
Flicts faz a gente voltar ao ponto de partida, que, paradoxalmente, é o ponto de chegada. No princípio era a cor, e no fim será cor, alegria da percepção. Ou nem haverá fim, se concebermos a cor em si, flutuando no possível, desinteressada de pouso e tempo.
Flicts já flutua no bôjo desta idéia. Mais um passo, e não precisará de ponto de referência, ela que rodou por toda parte para afirmar-se, e acabou se encontrando... onde, não digo, não quero dizer. Você é que tem que chegar lá para vê-la!!" Carlos Drummond de Andrade

"Não tinha a força do Vermelho
não tinha a imensidão do Amarelo
nem a paz que tem o Azul,
era apenas o frágil, feio e aflito Flicts"